domingo, 14 de dezembro de 2014

Batismo nas Águas


Parabéns a todos os irmãos que neste domingo desceram as águas
em especial aos nossos irmãos do 
grupo de varões
Adriano e Angelo

Acaso Cristo está dividido? Foi Paulo crucificado em favor de vocês? Foram vocês batizados em nome de Paulo? Dou graças a Deus por não ter batizado nenhum de vocês, exceto Crispo e Gaio; de modo que ninguém pode dizer que foi batizado em meu nome. (Batizei também os da casa de Estéfanas; além desses, não me lembro se batizei alguém mais.) Pois Cristo não me enviou para batizar, mas para pregar o evangelho, não porém com palavras de sabedoria humana, para que a cruz de Cristo não seja esvaziada. 
I Corintios 1. 13-17

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

ESPERANDO CONTRA A ESPERANÇA


O que confia em Deus jamais será subvertido pelo desespero; em meio às crises, brotará a esperança.

- Jó afirma que uma árvore tem mais esperança que um homem: nesse sentido, quando a árvore é cortada, brota novamente e cresce, mas o homem quando é cortado, para onde vai? Jó, então, ensina que o homem expira, rende seu espírito e vai para o sheol até que de lá seja chamado para o julgamento. Seu clamor ao SENHOR era que a morte o alcançasse, ele tinha esperança de ressurreição (v. 13), ele concluiu que a morte era a única saída para escapar das agruras da vida, do mar de misérias em que estava mergulhado, assim, ‘escondido’ no sheol. Jó desejou a morte – parece não ter mais esperança, e sugere que o SENHOR o deixe morrer e o ressuscite quando a sua ira se acalmasse. Esse pessimismo de Jó é compreensível, notável é ver sua esperança brotando (14.14). Ao desejar o túmulo, Jó mostra que cria na esperança da ressurreição e numa vida futura melhor, ainda que, não seja a finalidade deste texto fundamentar uma doutrina sobre a ressurreição, ele mostra que a idéia estava na mente do povo daqueles dias.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Fazenda Galo Azul


Fazenda Galo Azul
Atenção faltam poucos dias para o nosso passeio até a fazenda Galo Azul, quem já foi sabe o quanto é gostoso este dia. Dia este em que o Senhor nos preparou para que juntos possamos glorificar o Nome do Senhor por ais um ano em sua presença. Se tiverem ideias de algumas brincadeiras para  fazer no dia avisen-nos, como todos os passeios que realizamos nós alertamos a todos quanto ao uso de roupas adequadas para o local, lembrando sempre que o servo do Senhor tem que ser exemplo por onde for, “luz pra este mundo e sal pra esta terra”, contamos com a colaboração de todos.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos.

 Queridos! Não devemos ficar tristes com a morte de alguém que muito amamos, pois estas pessoas não estão sofrendo e muito menos estão tristes. Com certeza, elas estão muito melhores que nós, pois já não vivem nesse mundo de pecado e já estão preparadas para se encontrarem com o Senhor da Glória que na sua volta levará todos os seus filhos para Nova Jerusalém a Cidade Eterna na qual não há dor, mentira, sofrimento, pecado, doença e nem morte.

Na Cidade Eterna não há nem mesmo o nosso tão querido sol, pois a Glória do nosso Deus de Amor é quem nos aquece e nos ilumina. Isso não é maravilhoso. É lá que nós e os nossos amados, em breve, voltaremos a nos encontrar. Por isso não devemos ficar tristes por que os nossos amados foram na nossa frente. Certamente, quando o Senhor Jesus nos levar para lá eles haverão de nos receber de braços abertos. Nesta ocasião, nos abraçaremos com muita alegria, e a felicidade voltará, de maneira extraordinária, a inundar os nossos corações Amém!

Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve; porque estas palavras são fiéis e verdadeiras. Disse-me ainda: está cumprido: Eu sou o Alfa e o ômega, o princípio e o fim. A quem tiver sede, de graça lhe darei a beber da fonte da água da vida. Aquele que vencer herdará estas coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho. - Apocalipse 21: 4 a 7

Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. - João 14:27


Fique na paz do senhor Jesus Cristo.
com os sentimentos do:

           Grupo  Varões Valorosos

Ao nosso querido  irmão Cooperador Jucelino
que Deus lhe conforte o coração


terça-feira, 25 de novembro de 2014

Obedecer é o melhor



Desobediência as leis divinas e humanas é um dos males que tem contribuído para muitos conflitos sociais, pois a atitude de desobedecer vem desde o começo da criação. Quando Deus formou o homem estabeleceu princípios e limites que eram fundamentais, mas o homem violou esses princípios. Toda desobediência tem as suas consequências, e estas podem afetar outros indivíduos (Rm 5:12), quando desobedecemos a Deus violentamos a nossa própria alma (Pv 8:36). Veremos nesse breve mote o significado do termo “pecado”, como também as consequências da desobediência as leis divinas e humanas, a confissão da culpa e a obediência.

Significado:
É uma ação ou efeito de desobedecer, cujos sinônimos são: indisciplina, insubmissão, insubordinação, rebelião e subversão. A palavra pecado também é um termo usado para descrever a desobediência à vontade de Deus (I Sm 15:19). O homem é tendencioso a pecar, e quanto mais peca, mais desejo tem, é um tipo de abismo que chama outro (Sl 42:7-9), com isso há degradação humana, tanto moral quanto espiritual. O ser humano é insaciável em relação ao pecado (2 Tm 3:13), messe texto temos a descrição das características do homem na prática do pecado. O homem não é pecador porque peca, mas por natureza.

 As consequências da desobediência as leis divinas e humanas
(1) A desobediência as leis divinas teve como consequencias: (a) Contagiou todos os homens (Pv 20:9; Ec 7:20; Is 64:6; Rm 3:23;  5:12; I Jo 1:8); (b) Perdas de privilégios espirituais, ou destituição da glória de Deus (Rm 3:23); (c) Podendo ser banidos da presença do Senhor no julgamento (II Ts 1:9).
(2) A desobediência as leis humanas. Ao transgredir as leis humanas as consequências também são reais e inevitáveis, pois a lei da semeadura sempre estará em ação (Gl 6:7), as transgressões as leis divinas custaram vidas (Js 7:1-15; Pv 11:19; Ez 18:4c). Cada individuo é responsável pelos seus atos (Na 1:3), somente a consciência pode levar o individuo a reconhecer o seu pecado, pois essa é a única maneira do homem ter novamente a sua reconciliação com o Pai (Lc 15:17-19). Nessa bela parábola Jesus apresenta a oportunidade que o homem tem para obter o perdão e ser indultado pelo Pai, porém é necessário que ele abomine e deixe o pecado (Pv 28:13), após o reconhecimento do pecado o homem refaz o seu caminho baseado na obediência.

A confissão da culpa
Falamos anteriormente que é necessário o homem confessar e deixar o pecado, pois esse é o primeiro passo para ele alcançar: (a) Misericórdia (Pv 28:13); (b) Ser sarado espiritualmente das chagas deixado pelo pecado (Tg 5:16); (c) Perdoados (I Jo 1:9); (d) Cancelamento dos pecados (Rm 4:7,8); (e) Justificados pela fé em Cristo (Rm 5:1; 5:19); Purificação, mas convém lembrar que essa purificação aqui é condicional (I Jo 1:7), finalmente todo os benefícios que recebemos é condicional, devemos nos conservar puro (Tg 1:10-27) para usufruir dos bens espirituais.

A obediência
Obedecer é melhor do que sacrificar (I Sm 15:22), mas para exercer a obediência é preciso sacrifícios, renuncia de coisas que estamos apegados, principalmente do nosso eu. Quando obedecemos a Deus teremos uma grande colheita espiritual estendendo-se aos bens materiais
Amados, devemos afastar de nós qualquer tipo de desobediência, a Bíblia nos ensina a lançar fora todo fermento velho para que seja uma nova massa em Cristo (I Co 5:7), pois ele morreu por nós pecadores (II Co 5:15; Cl 1:22; Hb 2:9). Sejamos obedientes a Cristo guardando a sua palavra e seus ensinamentos (Ef 4:25-31; Cl 3:8; Tg 1:21; I Pe 2:1). Sigamos o que as escrituras nos ensinam, assim seremos abençoados e prósperos para a glória de Deus.